Vida Cristã

40 Motivos Para Fazer Parte de Uma Igreja

Separados do Mundo - Fazer Parte de Uma Igreja

É possível viver uma vida cristã fiel sem ser parte fiel de uma igreja local? Veja 40 motivos para fazer parte de uma igreja.

Já escutei que muitas pessoas usam o argumento de que sim, é possível, sobretudo se não existem boas igrejas próximas. No mínimo, existem 40 motivos diferentes no Novo Testamento para viver a vida, de certo modo, com outros crentes.

Ainda que certamente é possível cumprir algumas dessas ordens com os cristãos em geral, o peso dessa lista deve convencer-lhe da necessidade de possuirmos relações continuas com outros crentes.

E essas relações são somente reforçadas pela comunhão da igreja local. De fato, considero que parte desta lista é simplesmente impossível de ser cumprida se você não tem a classe de comunhão continua e cada vez maior com outros crentes que só vem através do ministério em uma igreja local:

LEIA TAMBÉM:
– Visão do Diabo
– 7 Motivos Porque as Pessoas Saem da Igreja
– 37 Diferenças entre Pastores e Lobos
– O Verdadeiro Jejum
– O Hábito da Leitura Bíblica

40 motivos para fazer parte de uma igreja:

  1. Estimular uns aos outros ao amor e às boas obras (Hb 10.24)
  2. Confessar vossas ofensas uns aos outros (Tg 5.16)
  3. Edificar uns aos outros (1 Ts 5.11)
  4. Ser de uma mesma mente que os outros (Rm 12.13, 15.5)
  5. Consolar uns aos outros (1 Ts 4.18)
  6. Empregar seus dons espirituais no serviço aos outros (1 Pe 4.10)
  7. Orar uns pelos outros (Tg 5.16)
  8. Amar uns aos outros (Rm 12.10)
  9. Estar em paz uns com os outros (Mc 9.50)
  10. Animar uns aos outros (1 Ts 5.11)
  11. Saudar uns aos outros (2 Co 13.12)
  12. Não ser cobiçosos de vanglórias, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros (Gl 5.26)
  13. Ser benignos com os outros (Ef 4.32)
  14. Abundar em amor uns pelos outros (1 Pe 1.22)
  15. Viver em paz uns com os outros (1 Ts 5.13)
  16. Que nos amemos uns aos outros (2 Jo 5)
  17. Amai-vos ardentemente uns aos outros (1 Pe 1.22)
  18. Ter comunhão uns com os outros (1 Jo 17)
  19. Não julgar-nos uns aos outros (Rm 14.13)
  20. Ter comunhão (a Ceia do Senhor) com os outros (1 Co 11.33)
  21. Aceitar uns aos outros (Rm 15.7)
  22. Considerar aos demais como superiores a si mesmos (Fp 2.3)
  23. Carregar as cargas uns aos outros  (Gl 6.2)
  24. Exortar uns aos outros  (Rm 15.14)
  25. Servir uns aos outros  (Gl 5.13)
  26. Não mintais uns aos outros  (Cl 3.9)
  27. Suportar uns aos outros  (Cl 3.13)
  28. Perdoar uns aos outros  (Cl 3.13)
  29. Ensinar e exortar uns aos outros  (Rm 15.14)
  30. Cuidar uns aos outros (1 Co 12.25)
  31. Vestir-se com humildade para os demais (1 Pe 5.5)
  32. Ser hospitaleiros uns para com os outros  (1 Pe 4.9)
  33. No se queixar uns aos outros  (Tg 5.9)
  34. Buscar o bem dos outros (1 Ts 5.15)
  35. Falar entre vós com salmos, hinos e cânticos espirituais (Ef 5.19)
  36. Dar preferência uns aos outros  (Rm 12.10)
  37. Não morder e comer uns aos outros (Gl 5.15)
  38. Submeter uns aos outros  (Ef 5.21)
  39. Mostrar paciência uns aos outros  (Ef 4.2)
  40. Não deixar de reunir-nos com os outros (Hb 10.25)

Esse último motivo leva toda a lista a um círculo. Se ser cristão não significa nada mais que tomar uma decisão sobre Jesus Cristo, nada disso importa.

Porém, se ser cristão significa entrar em um mundo que altere a vida, onde Deus deseja sua santificação e lhe concede os meios para crescer e os mandamentos a seguir, então é simplesmente impossível fazê-lo fora do contexto de uma igreja local.

Fonte: Jesse Johnson

Next Article
Chamado por Deus, salvo por Cristo e cheio do Espírito Santo. Vamos mudar o mundowww o/